- Porque é que eu estou aqui? - perguntou Adão, num sentido existencial.
- Porque é que não estás com a Eva? - interrogou-o Deus, num sentido literal.
Adão coçou estupidamente a cabeça.
- Não sei. - respondeu.
Deus descaiu os ombros, com desânimo, e disse:
- Adão és um idiota.

Pensar fora da caixa, para quê?

foto de Fantazio
Basta ser diferente para ficar logo queimado.


109 comentários:

Niagara Et Al disse...

Aquele viu-se negro para ali chegar. Da cor dos cucos.

S* disse...

Infelizmente... demasiado verdade.

FAQ(er) disse...

Niagara Et Al, é a segregação racial entre os pensantes e os restantes.

~

S*, é o mundo que temos (porque é assim que o fazemos... quero dizer, os idiotas de merda é que o fazem assim... lamentavelmente, estão em esmagadora superioridade numérica).

Fada disse...

Nem sempre ficamos queimados.
E podemos pensar e não partilhar os nossos pensamentos... Publicamente, pelo menos...
Podemos sempre... escrever um blog? ;)

Beijitos

E tirares a verificação de palavras era uma excelente ideia... "aricatot"

FAQ(er) disse...

Se não queimamos, quebramos... (ou o que mais for).
Num mundo onde todos apregoam a igualdade, a diferença é uma doença.
Pensar e não partilhar os pensamentos é como ter um solo fértil e não colher os frutos.

Vou reflectir profundamente na remoção da verificação de palavras (mas, com excelentes combinações de letras como "aricatot", aviso já que vai ser uma decisão difícil)

Fada disse...

"Num mundo onde todos apregoam a igualdade, a diferença é uma doença."

Nem sempre é apregoada, nem sempre é doença... Digo eu...

E s eme deres uma chibatada pela resposta, lanço-te uma praga! :p

"disigis"

FAQ(er) disse...

Espero e seja uma praga que me faça cair o cabelo (isto de estar sempre a cortar para estar sempre a crescer é coisa para atirar assim um bocado pro inútil). Tu capricha nisso.

Fada disse...

Não, normalmente as pragas são mais em estilo de tirar tusa, crescer pêlos muito compridos nas orelhas e no nariz, ver coisas feias... Agrada-te?...

:p

"ronbur", damn!

FAQ(er) disse...

Bem, nisso de tusa, quando muito (e se a praga fosse mesmo potente), poderias reduzir-me as coisas para níveis normais. Quando aos pêlos, manda daí uma camada deles cá para os meus extraordinários peitorais fitness (dizem que peito peludo é coisa de macho cavernoso, ou isso).
E, coisas feias... bem, essas, vejo-as todos os dias. Nada de diferente, portanto.

Portanto, BOTA MACUMBA NISSO!

Fada disse...

"poderias reduzir-me as coisas para níveis normais."
AHAHAHAHAHAHA
E quais são os níveis "normais"??

"extraordinários peitorais fitness (dizem que peito peludo é coisa de macho cavernoso"
AHAHAHAHAHHA
É disso que gostas?... Ser cavernoso?

"E, coisas feias... bem, essas, vejo-as todos os dias. Nada de diferente, portanto."
E se deixares de te olhar no espelho? Muda?...
:p

"Portanto, BOTA MACUMBA NISSO!"
Achas que tenho assim tanto tempo livre? :p

FAQ(er) disse...

Normais = o pico de potência de um homem adulto, no seu auge.

Se eu te dissesse do que gosto, depois, teria de te demonstrar (e não quero começar aqui uma legião de seguidoras).

O que é um espelho?

"Achas que tenho assim tanto tempo livre? :p" (bem, afinal, tu tens um blogue...)

Fada disse...

"Normais = o pico de potência de um homem adulto, no seu auge."
Ahahahaha
Também és crente nas rapidinhas de 5 minutos e na teoria dos 3 orgasmos?

"Se eu te dissesse do que gosto, depois, teria de te demonstrar"
Precisarias que eu quisesse a demonstração, não? ;)

" (e não quero começar aqui uma legião de seguidoras)."
E porque não?...



"O que é um espelho?"
És bonito ou feio?

"(bem, afinal, tu tens um blogue...)"
Hummm.. Sabes contar?...

:p

FAQ(er) disse...

"(...) rapidinhas de 5 minutos e na teoria dos 3 orgasmos?"

Conselho: deixa de ler a Maria.

Aqui, algumas demonstrações são de gratuites. É como na feira semanal; os vendedores de roupa interior erguem um par de cuecas, bem alto, e testam a resistência do elástico mesmo à frente da nossa cara. Não há como evitar, nem autorização a dar.

As seguidoras já são suficientes, obrigadinho.

Sou bonito ou feio.

Hummm... tens, pelo menos, um blogue.

Mais alguma pergunta?

Fada disse...

Acreditarás mesmo que a Maria faz parte das minhas leituras habituais ou esporádicas?...
Serás assim tão crente e inocente e tolinho?

FAQ(er) disse...

Será que eu tenho de explicar uma piada rasteira?

A ideia não é que a coisa se entenda como tal, e por si própria?

E será que não lês mesmo, nem que seja a secção das dúvidas acéfalas dos pretensos leitores?

Fada disse...

E terei eu de te explicar outro tipo de humor? Não reconheces o que crias?

Terei ar de quem se interessa pela secção da treta?
Acaso saltas suficientemente alto no teu trampolim, para me conseguires vislumbrar?

FAQ(er) disse...

E terei eu de te explicar que o humor não se explica? Que resta tê-lo e reconhecê-lo? Que eu não necessito de to dizer, nem tu de que te seja dito?

Como podes não ter ar, se és uma fada?

Para trampolim, basta-me o chão. E, depois de ver uma fada, achas que é suficiente vislumbrar? Achas, por acaso, que não se sobrepõe o instinto de a agarrar com a mão?

Fada disse...

Terei eu ar de quem se interessa por tretas, ou apenas "ar" de muitas outras coisas?

E acreditas mesmo que agarras uma fada facilmente? E acreditas mesmo que agarras uma fada como eu?

FAQ(er) disse...

Haverá, em toda a existência, algo mais para além de tretas?

E o que te faz pensar que as fadas se agarram com a mão? Eu não falei apenas do instinto de o fazer?

Fada disse...

Haverá, na existência, apenas tretas?
Ou acreditas que o mundo inteiro é igual ao pedaço em que vives?

E nunca o vislumbrar se sobrepõe ao instinto, em ti?
És caçador, ou coleccionador?

FAQ(er) disse...

Hah! Não estarás a presumir demasiado?

O que mais se poderá sobrepor a mim para além do céu?

E se for, antes, observador?

Fada disse...

Hah!
Não estarás tu?

Não haverá mais nada acima de ti?

E se fores observador, não serás coleccionador de imagens e conhecimento?

FAQ(er) disse...

Acima de mim há as minhas mãos, quando estico os braços na direcção oposta do chão. Isso é presunção?

Reconhecimento? Isso é algum tipo de sustento?
Não são as imagens que nos coleccionam a nós? Alguém atinge verdadeiro reconhecimento? Mesmo reconhecendo-me diante do espelho, no instante seguinte, não sou logo mais velho? Que outro reconhecimento interessa? A fama não é uma representação exagerada de um figurante que nem sequer deveria aparecer na peça?

Fada disse...

"Isso é presunção?"
Ou apenas alongamentos?

Alguém falou em reconhecimento além de ti?

E observaste bem?
Acima de ti, não me vês, a esvoaçar alegremente de galho em galho neste teu bosque pretensamente escondido num frágil frasco de vidro?

FAQ(er) disse...

Esse sentido de orientação é digital ou analógico?

Haverá respeito de verdade? Ou será que as pessoas fingem que respeitam para poderem, também, fingir que são respeitadas?

Fada disse...

E estás-te a repetir?
E não estarás com tanto sono que já colocas (além de repetir) o comentário no post errado?

:D

FAQ(er) disse...

Não estamos todos sujeitos às caprichosas falhas da tecnologia? Achas que daria para prever que, após validar o comentário ele se repetiria?

Achas que o sono é para aqui chamado? O blogue é o certo, apesar do post ser o errado.

Fada disse...

E não será tarde para ti?
E será o teu blogue um chat?

:D

FAQ(er) disse...

Far-me-ei entender se disser que a minha noção de tarde se prende mais com a velhice de uma vida desaproveitada do que com as horas da madrugada?

E não é preferível que este blogue seja um chat em vez de chato?

Fada disse...

Saberás que antes da meia noite, é cedo, e depois da meia-noite, ainda o é?

Concordarás comigo, se eu disser que tarde também implica algum compromisso temporal que não podemos cumprir?
E que também é o delicioso período que vai da hora de almoço, ou do meio-dia, conforme as pessoas, até ao anoitecer?

E eu estou-me a queixar?
Fazes colecção de comentários?

FAQ(er) disse...

Tarde não pode, também, ser uma justificação?

É possível ser coleccionador fazendo parte da colecção?

Fada disse...

Ou, até, uma admoestação?

E porque não?

FAQ(er) disse...

Seja o que for, tarde não é sempre fora do tempo que lhe era permitido?

Não são as colecções, sobretudo, para se admirar? Qual seria o tamanho do meu ego?

Fada disse...

Crês mesmo que é fora do tempo, ou apenas fora do tempo que queremos?
tarde para ti é tarde para mim?
O tempo dum minuto é igual para quem sofre e para quem ri, para quem espera ou para quem anseia?

Não existe quem coleccione para se completar?
Infinitamente grande? Ou teria de ter um limite?

FAQ(er) disse...

Se for tarde para nós, não será também para todos aqueles que se importam com isso?

Se o objectivo de uma colecção é algo tão ambicioso, não será esse coleccionador eternamente frustrado?

O ego deve ser limitado? Se for, não será apenas uma pequena presunção de quem se toma por mais elevado?

Fada disse...

E será que alguém mais se importa?

E conheces algum coleccionador que esteja satisfeito?

Se o ego for ilimitado, haverá espaço para mais alguma coisa além dele?

FAQ(er) disse...

Mesmo que insistas numa infinidade de perguntas, será que conseguirás respostas nas interrogações em quem mais apostas?

E isto, por acaso, responde a alguma das tuas perguntas?

Aliás, é essa a finalidade deste exercício?

E que exercício é este?

Fada disse...

Será que pretendo respostas, ou após surgirem essas respostas, arranjarei novas perguntas?

Isto é um exercício?
Verbal, mental, emocional? Ou simplesmente um jogo agradável de alguém que se encontrou numa qualquer teia e teve algum tempo para brincar?...

FAQ(er) disse...

E se o verdadeiro exercício consiste em continuar sem saber do que se trata?

Fada disse...

E isso é um exercício?... Não saber do que se trata poderá tornar-se perigoso, cansativo, malicioso, prejudicial?
Ou será apenas uma forma de ver/caminhar (n)a vida, de avançar no percurso, de crescer a brincar?

FAQ(er) disse...

Não conheces mais sinónimos de pernicioso?

Fada disse...

Conheço, queres que te ensine?...

FAQ(er) disse...

Do que é que estás à espera para me ensinar?

Fada disse...

É só isso que queres que te ensine?...

FAQ(er) disse...

É só isso que tens para me ensinar?

Fada disse...

Saberás mais que eu em tudo?

FAQ(er) disse...

É uma pergunta retórica?

Fada disse...

Responderás, se disser que não? E se disser que sim?

FAQ(er) disse...

Não respondo sempre?

Fada disse...

Com outra pergunta?

FAQ(er) disse...

Queres uma resposta?

Fada disse...

Claro, ou pensas que prefiro uma chibatada?

FAQ(er) disse...

Com a insistência que falas em chibatadas, não preferes? (a chibatada pode ser a resposta?)

Fada disse...

Achas mesmo que prefiro, e achas mesmo que quero uma resposta em jeito de chibatada?

Não entendes que tenho amor à pele delicada das nádegas?

FAQ(er) disse...

Ainda não percebeste que eu não sou de fazer suposições sem um mínimo conhecimento de causa?

Queres informar-me?
Até que ponto é delicada a pele das tuas nádegas?

Fada disse...

E ainda não conheces a causa minimamente?

Qual a tua escala de delicadeza da pele?

FAQ(er) disse...

Minimamente é o suficiente para conhecer o que está dentro da gente?

Terei de avaliar com o toque, não achas?

Fada disse...

Não será apenas o suficiente para fazer suposições?

Não tens uma escala?

FAQ(er) disse...

As suposições são sempre acertadas?

Não percebes que a escala são os meus dedos?

Fada disse...

Não é suposto as suposições serem passíveis de falhar?

E os teus dedos são sensíveis e gentis?

FAQ(er) disse...

Estás a responder-te a ti mesma?

Se os dedos não forem assim, ainda serão dedos?

Fada disse...

Ou a ti?

Serão essas as únicas características que definem tais pedaços de nós?

FAQ(er) disse...

Crês que tenho esse tipo de dúvidas?

Eu disse, por acaso, que os dedos são apenas isso?

Fada disse...

Consegues fazer perguntas até ao fim dos tempos sem te cansares ou desistires?

Gostas das tuas mãos?

FAQ(er) disse...

As perguntas não são infinitas?

Um pássaro não gosta da suas asas?

Fada disse...

São.

Não sei... Poderá querer tê-las de outra cor ou formato ou força?
Eu gosto das minhas. :)

FAQ(er) disse...

Como já fizeste muitas perguntas, por uns tempos, ficarás protegidas das chibatadas (até ver).

Os pássaros têm mais é que gostar que as suas asas voem. O resto é... querer demasiado.

Mostra-me as tuas asas, para eu saber ser são... gostáveis. :)

Fada disse...

Se queres ver as minhas asas, encontra-las no "O meu Mundo de Cores e Letras" e no separador "Palavritas", do "Uma fada na Selva".

É onde esvoaço mais. :)

FAQ(er) disse...

Depois espreito. :)

Fada disse...

Ok, estás à vontade.

Acho que vou embora e já não volto hoje... Nem vou fazer o pão, creio... :s

Mas estou a fazer iogurtes caseiros! :D

FAQ(er) disse...

Tao prendada que ela é!
Em certos lugares do mundo, isso seria considerado tentativa de corrupção activa.

Fada disse...

Sou é uma rica prenda... ;)

Eu diria antes "chantagem emocional"... :)

(Se és sensível, não vejas as fotos no fada... :p)

FAQ(er) disse...

(melhor do que a encomenda?)

Eu sou um poço de sensibilidade (mas não daquela "sensibilidade").

Fada disse...

Há quem diga que sim.
Mas encomendaste alguma coisa?

;)

Eu sou um poço de tanta coisa... :D

Sensibilidade gastronómica. ;)

FAQ(er) disse...

Eu sou mais de fica à espreita, a ver o que sai do embrulho.

Eu sou simplesmente lambão.

Fada disse...

Eu sou "apreciadora". :)

Opah, não me vais dizer "aquilo" hoje?... :(

FAQ(er) disse...

Se és apreciadora, então, também aprecias um bom suspense. :)

Fada disse...

Eiiiiiii...

:(
:(
:(
:(

Vais-me provocar pesadelos (e não estou a mentir).

FAQ(er) disse...

É. Esse também é um dos efeitos que tenho nas pessoas (quando acordares, passa).

Fada disse...

Mas já que não me deixaste estudar, podias deixar-me dormir bem... :s

FAQ(er) disse...

Vou contar, por ordem decrescente, de 3 até 1. Quando estalar os dedos, estarás livre da hipnose.

Smack!(sim, sim, eu sei que pareceu mais uma palmada)

Fada disse...

Ouch!!!

Tens alguma coisa contra o meu rabo, pah?!?!?!?
Não gostas, não estragues! Grrr...

FAQ(er) disse...

Hah! (esse assunto fica para outra conversa).

Fada disse...

Ainda me está a doer...
Eu avisei que sou sensível! :(

FAQ(er) disse...

:) sem comentários (por agora).

Alice in Wonderland disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FAQ(er) disse...

Alice, se asfixias as tuas próprias palavras dás aos outros o direito de te ignorarem. (não desistas tão depressa daquilo que dizes)

Alice in Wonderland disse...

Eu não desisto (mesmo que às vezes tente). Tenho algum pudor com a exposição, principalmente com a que me fragiliza. Quando acho que a msg já chegou ao destino apago, é só isso.
E tu, ainda não desististe?

FAQ(er) disse...

Exposição... aqui és apenas Alice. Ninguém sabe quem és de verdade (eu não sei)... o anonimato veste o pudor.

No dia em que eu desistir daquilo que tenho para dizer calo-me para sempre.

Alice in Wonderland disse...

:)

FAQ(er) disse...

Assim é que é. :)

Alice in Wonderland disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FAQ(er) disse...

És claramente uma apagadora de palavras. (quase aposto que eras tu quem apagava o quadro na escola) :D

Alice in Wonderland disse...

Apostas mal.

Sou claramente uma faladora de palavras. :)

FAQ(er) disse...

"Quase" aposto (não deves descurar os detalhes).

Falar faz bem (entenda-se, desde que não seja tagarelar... isso dá coceira nos ouvidos).

Alice in Wonderland disse...

Não devo.

Hoje estás um bocado... frio?

blá, blá, blá, blá... que saudades que eu tenho de uma boa tagarelice com uma amiga...

Alice in Wonderland disse...

Já que falas nisso, é só conversas relevantes por aí acima... (não fui bisbilhotar conversa alheia mas presumo que não passem de tagarelice online - perdoem-me se estiver enganada - hoje estou impossível, ainda bem que não sou ciumenta e não fico chateada quando não me ligam nenhuma)

Fada disse...

Alice in Wonderland:

:)

Metendo-me em conversa alheia, e se te referes aos meus comentários VS os do dono do estaminé, tenho a dizer que:
- Estás perdoada :D ;
- não é tagarelice, embora eu seja, realmente, tagarela (ou comunicativa, se preferires :p ), é sim uma experiência muito interessante a troca de perguntas em jeito de respostas, pois sempre me disseram que eu faço muitas perguntas e normalmente as pessoas(especialmente os homens) sentem-se quase incomodados com tal.

No entanto, as perguntas que eu normalmente faço não são devidas a cusquice (dispenso!!!)ou tentativa de controlo (dispenso ainda com mais força!!!), são, sim, resultado duma eterna "idade dos porquês", que até costumava estar numa das minhas características do meu perfil. :)

E tenho a acrescentar que o dono aqui do canto, é o 1º homem, em toda a minha vida virtual e real, que nunca se queixou das perguntas que faço. :D
(Deve ser um poço de paciência, mesmo!)

Agora... Ciúmes? Porque os deverias ter mesmo que fosses ciumenta? Poderás verificar que estão imensos comentários meus sem resposta. :)

Se quiseres atenção, eu dou-ta, dentro do possível da minha disponibilidade. :)
Se só quiseres a do FAQ(er), aí não te posso valer. :p

Espero que estejas melhor, que não seja TPM (que é uma m****!), e que durmas descansada no País das Maravilhas.
E desculpa ter entrado na vossa conversa. Não é por mal. :)

Beijinhos :)


PS - Porque não fazes um blog também? Poderias achar salutar. :)

FAQ(er) disse...

Alice, se está frio é mesmo do tempo. De resto, escapa-me.

Olha, já que tens saudades de uma boa tagarelice, pois bem... Alice, esta é a Fada. Fada, esta é a Alice. Pronto, não sois amigas (acho eu), mas esse tipo de detalhe nunca impediu a tagarelice. E... "impossível"? "Ciumenta"? Queres falar sobre isso? É que acho que te faria bem. (estou em crer que um dia destes disponibilizarei o e-mail para responder às questões existenciais relevantes de quem entenda partilhá-las comigo... mas, caso eu decida abrir essa porta do consultório para gente chanfrada e afins, se me vierem para cá com merdas, com as mais varias grandezas de ridículo e desinteresse, terei todo o gosto em demonstrar algumas das mais refinadas maneiras de deitar uma pessoa abaixo... tudo isso com classe, claro).

E prontosss, é isso.

Fada disse...

Olá, Alice!

Olá, FAQ(er)!

Olá a toda a gente!

:D


Sim, eu sei... Teclo pelos cotovelos, às vezes... E ando sem tempo sequer para escrever, imaginem se tivesse mais tempo...

Beijitos e boa noite a todos :)

Alice in Wonderland disse...

Ui, o que para aqui vai… :)

Fada,

O FAQ(er) “deve ser um poço de paciência”, mesmo.

“Ciúmes”? é fita, “falta de atenção”? é excesso de mimo. “TPM”? é terrível, mas não é o caso. É esta mania de nunca estar satisfeita… não há pachorra para me aturar.

Hoje já passou a neura :) Um novo dia faz “maravilhas” mesmo com uma chuva e frio horríveis lá fora.

Beijinhos, és sempre bem vinda :)

PS - Não me parece que escrever e apagar seja uma maneira inteligente de passar o tempo (embora haja quem o faça), e também já perco demasiado tempo com os dos outros… :)

FAQ(er),

Ao vivo e a cores tem mais piada (embora possamos tagarelar sempre que quiseres Fada).
“Impossível” de aturar, não se notou?
“ Ciumenta” só muito muito raramente e ontem não foi o caso.
Estas variações de humor destabilizam-me (e falta-me aqui a minha alma gémea feminina para me pôr na ordem). É um assunto sensível e conversas privadas… só em privado ;)
Quanto a abrires um consultório, se ainda não abriste é porque deves ter os teus motivos. Que maneira estranha de anunciares a possibilidade…

Beijinhos para ti também ;)

Alice in Wonderland disse...

presumo que isto tenha um limite de palavras porque o meu comentário não aparece (ou então é o sacana do anão ou do duende?) - agora vai em dois:

Fada,

O FAQ(er) “deve ser um poço de paciência”, mesmo.

“Ciúmes”? é fita, “falta de atenção”? é excesso de mimo. “TPM”? é terrível, mas não é o caso. É esta mania de nunca estar satisfeita… não há pachorra para me aturar.

Hoje já passou a neura :) Um novo dia faz “maravilhas” mesmo com uma chuva e frio horríveis lá fora.

Beijinhos, és sempre bem vinda :)

PS - Não me parece que escrever e apagar seja uma maneira inteligente de passar o tempo (embora haja quem o faça), e também já perco demasiado tempo com os dos outros… :)

Alice in Wonderland disse...

FAQ(er),

Ao vivo e a cores tem mais piada (embora possamos tagarelar sempre que quiseres Fada).
"Impossível" de aturar, não se notou?
"Ciumenta" só muito muito raramente e ontem não foi o caso.
Estas variações de humor destabilizam-me (e falta-me aqui a minha alma gémea feminina para me pôr na ordem). É um assunto sensível e conversas privadas… só em privado ;)
Quanto a abrires um consultório, se ainda não abriste é porque deves ter os teus motivos. Que maneira estranha de anunciares a possibilidade…

Beijinhos para ti também ;)

Fada disse...

Alice in Wonderland:

É bom saber que passou a neura.
Conheço o feeling. ;)

E quando tenho esse tipo de crise de "nem eu me aturo", deixo-me estar sossegadinha e tento não incomodar ninguém... Além de avisar as pessoas...lol

Também uso imenso a expressão "ao vivo e a cores"... Será que nos conehcemos??!?!

Quem é que escreve e apaga?!?!
(Essa não percebi, pensei que fosses tu...)


O anão maledicto está louco, mas no mail apareceu o comentário completo antes do dividido... :S


Beijinhos :)

Alice in Wonderland disse...

mais 2:

FAQ(er),

Ao vivo e a cores tem mais piada (embora possamos tagarelar sempre que quiseres Fada).
"Impossível" de aturar, não se notou?
"Ciumenta" só muito muito raramente e ontem não foi o caso.

Alice in Wonderland disse...

Parece que afinal é só um bocadinho lento. FAQ(er), agora tens comentários repetidos para a troca e hoje, só para não te contrariar, não vou apagar.

Fada, eu em vez de ficar sossegadinha, decido chatear a humanidade, por "solidariedade". Ajuda a passar mais rapidamente.

Se calhar… o mundo é pequeno :)

Ele faz batota, publica em livro mais tarde (acho eu).

Beijinhos

Fada disse...

:)

Alice, o mundo é muito mais pequeno do que imaginamos. :)

Tens feito refresh depois de comentares? Experimenta.
(O pior que pode acontecer é... Não acontecer nada... :p )

Beijinhos :)

FAQ(er) disse...

Pronto, let the tagarelice begin! (se precisarem de mim... coiso... é só escreverem uma alarvice que eu hei-de aparecer para me rir) :D

Fada disse...

Precisamos de ti...coiso...

:D

Achavam mesmo que eu tinha respostas?

Estão à espera que responda?

FAQed

A minha foto
cada um sabe de si (si, de mim, não de você... você sabe de si, ou seja, cada um sabe de você... vendo bem, todos sabem de si)
Achas que o mundo é uma equação estranha sem fórmula de resolução? Já pensaste enfiar os queixos na droga mas, ah e tal, isso custa os olhos da cara? Já ponderaste (seriamente) vender os olhos da cara para enfiar os queixos na droga? Parece-te que és vítima de mau-olhado frequente e/ou persistente? Já correste tudo quanto é bruxo charlatão e uma catrefada de senhoras que acham que a palma da mão é um bilhete de identidade metafísico? Resumindo... não regulas bem da cabeça?Pois não desesperes! A cura (vá, terapia... não queremos ser demasiado optimistas) para toda essa angústia EXISTE! A comunidade científica mais céptica dirá que é um placebo mas, afinal, o que raio sabem esses! Por fim... tcharan! O caminho para a CURA (terapia, vá): thefaqer[at]gmail[dot]com

Apelo à cidadania.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Nada de roubalheiras literárias, pode ser? (se não puder ser, que as mentes larápias se transformem numa lesma em decomposição... uma ratazana cadavérica também serve... conhecem o termo "esforriqueira"?... bem, isso adequa-se ao estado de matéria em que devem ficar os órgãos internos dos/as prevaricadores/as)