- Porque é que eu estou aqui? - perguntou Adão, num sentido existencial.
- Porque é que não estás com a Eva? - interrogou-o Deus, num sentido literal.
Adão coçou estupidamente a cabeça.
- Não sei. - respondeu.
Deus descaiu os ombros, com desânimo, e disse:
- Adão és um idiota.

Vamos fugir e fazer um filme?

foto de TristanGreer

Casablanca é um cliché estragado por um ponto de vista errado.
Dêem-nos outra guerra, para reacender os amores e recordar à voz como se berra.
Desta vez, Lisboa será o ponto de partida em vez de mais uma paragem esquecida.

O filme não será maculado pela cor. Na emoção, demasiados arco-íris matam a dor.
Nem o velhinho preto e branco terá lugar. O positivo e o negativo não são suficientes para falar. Não neste filme que a vontade necessita de narrar.

Sépia.
Quero tons quentes mas tristes. Não muito. Apenas o suficiente para serem reais. Não mais.
O sangue será de um vermelho velho. Não será reflexo nem espelho.
A pele, quero-a toda da mesma terra, cor da madeira aberta pelos dentes da serra.
Os dentes não têm cor, são apenas sorriso. Quero-os em grandes planos, em tímidos lábios entreabertos, para que a tristeza saiba o que é um aviso.

É isso.

Depois?
Depois fazemos amor com sexo. Rimos das desgraças dos outros como se fossem piadas sem nexo.
O fim do filme será triste. Pelo menos, para quem assiste.
Quem o vir terá inveja de nós. Sentir-se-ão pequeninos e terrivelmente sós.

No fim, não haverá palavras. Nem mesmo o The End tão cinematográfico.
O próprio som será um contrabandista silenciado pelo receio da acusação de tráfico.

A película será queimada no fim da exibição.
Uma vida vive-se uma vez.
O que se faz envelhece para o que se fez.
O resto é recordação.

30 comentários:

Alice in Wonderland disse...

O argumento é perfeito. Vamos?

paula'maria disse...

"O que se faz envelhece para o que se fez. O resto é recordação" Gostei :)

FAQ(er) disse...

Alice in Wonderland... que belo nome.
Queres mesmo saber até onde vai a toca do coelho?

~

paula'maria, às vezes, as palavras explicam-nos tudo de uma maneira muito simples. Nós é que... enfim.

Alice in Wonderland disse...

Já me estatelei lá dentro. A minha ingénua e infinita capacidade para me deslumbrar não me deixam sair de lá. Respondi à tua pergunta? :)

Alice in Wonderland disse...

já escolheste a banda sonora?

Pearl disse...

Gostei tanto de ler-te...

beijos

Fada disse...

Se te disser que quero menos sépia e mais cor, sorrisos alegres e cansados de sexo com amor, reescreves o argumento?
Quero ser a actriz principal desta aventura, encontras um actor à altura?

(Se te disser que amei este texto, se to disser simplesmente, levo uma chibatada ou ainda tenho o crédito das perguntas em saldo positivo?)

Alice in Wonderland disse...

Meninas ingénuas, pérolas, fadas... que mais podes querer? :))

Este blogue deve ser o paraíso de qualquer homem... Lá está, depois não percebem porque é o que o Adão não está com a Eva...

Alice in Wonderland disse...

para

FAQ(er) disse...

Alice, tens de aprender a usar melhor os cogumelos mágicos. Eles permitem-te flutuar, sabes?

O filme é mudo. Banda sonora: http://www.youtube.com/watch?v=aQVz6vuNq7s

(chora)

Se há assim tantas mulheres por aqui, para mim, são duas doses de paciência, se faz favor.

... além.

~

Pearl, se gostas de me ler é porque as palavras são especiais para ti.

(beijos são coisa boa)

~

Fada, o filme é meu. (sou um realizador excêntrico)
Tens de passar no casting.

(bem, o texto é um bocado dado a amices)

Fada disse...

E eu questionei que o filme seja teu?
Tenho? Quando?

(Amei o texto! ;) )

FAQ(er) disse...

Nós, génios, consideramos grave ofensa a mais ténue sugestão às nossas ideias já de si perfeitas.

Os castings já fecharam. Temos pena. De qualquer modo, este é um filme para pessoas mas não de pessoas. Os protagonistas são recordações.

Alice in Wonderland disse...

Mais uma então:
(arrepios)

Mudo, ao som de Ave Maria, não te vou dizer a única coisa que me ocorre...

really?! :(

FAQ(er) disse...

Diz. Eu até gosto de receber sugestões... mesmo que não as aceite. :)

Fada disse...

Tu, génio?

Tendes pena? Sois galinhas ou qualquer outra ave?

FAQ(er) disse...

Eu percebo a tua dúvida. (eu percebo)

Somos galo. Em certas línguas, o termo é cock.

Fada disse...

AHAHAHAHHAHA

TU, percebes???????

Noutras línguas, chamar-te-iam Dick. Not "duck", dick. :p

Alice in Wonderland disse...

Não se está mesmo a ver?
É um tema delicado, não se fala dele numa caixa de comentários.

Sabes o que quer dizer isto:
:(
?
(não conheço nenhum para "coração partido")

FAQ(er) disse...

Fada, eu percebo todo esse linguajar babilónico.

~

Alice, um Gato Que Ri para ti. :)

Alice in Wonderland disse...

ok, estou a dramatizar. está só ligeiramente rachado... ou... amarfanhado.

Fada disse...

Acreditas que não tenho dúvidas a esse respeito? :p

Alice in Wonderland disse...

Estás a embaraçar-me. Já não se percebeu que eu não me lembro da história? Para além do coelho que estava sempre atrasado e da rainha de copas, não me lembrp de mais ninguém (agora que falas nisso tenho uma vaga ideia de um gato com ar alucinado, mas eu nunca gostei muito de gatos).
Ainda estou em processo de criação... as avestruzes voam (já é um começo, certo?)

FAQ(er) disse...

Alice, definitivamente, precisas de mais cogumelos (daqueles marados)

~

Fada, eu não pertenço à grande facção dos que acreditam sem compreenderem. :)

Fada disse...

E desta vez, não compreendes ou não acreditas?

FAQ(er) disse...

Acredito naquilo que comprovo, mas nem sempre comprovo aquilo em que acredito (too much for your brain?).

Fada disse...

Do you think so?

FAQ(er) disse...

Só estava a perguntar (que é, digamos, o que costumo fazer).

Fada disse...

Tens consciência que algumas perguntas são inúteis?

FAQ(er) disse...

Tenho consciência, ponto. Agora, se há perguntas inúteis, isso depende dos critérios de cada um.

Fada disse...

:p

'Tá beeemmmmm...
(Tom descrito num comentário anterior de outro post)

:p

Achavam mesmo que eu tinha respostas?

Estão à espera que responda?

FAQed

A minha foto
cada um sabe de si (si, de mim, não de você... você sabe de si, ou seja, cada um sabe de você... vendo bem, todos sabem de si)
Achas que o mundo é uma equação estranha sem fórmula de resolução? Já pensaste enfiar os queixos na droga mas, ah e tal, isso custa os olhos da cara? Já ponderaste (seriamente) vender os olhos da cara para enfiar os queixos na droga? Parece-te que és vítima de mau-olhado frequente e/ou persistente? Já correste tudo quanto é bruxo charlatão e uma catrefada de senhoras que acham que a palma da mão é um bilhete de identidade metafísico? Resumindo... não regulas bem da cabeça?Pois não desesperes! A cura (vá, terapia... não queremos ser demasiado optimistas) para toda essa angústia EXISTE! A comunidade científica mais céptica dirá que é um placebo mas, afinal, o que raio sabem esses! Por fim... tcharan! O caminho para a CURA (terapia, vá): thefaqer[at]gmail[dot]com

Apelo à cidadania.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Nada de roubalheiras literárias, pode ser? (se não puder ser, que as mentes larápias se transformem numa lesma em decomposição... uma ratazana cadavérica também serve... conhecem o termo "esforriqueira"?... bem, isso adequa-se ao estado de matéria em que devem ficar os órgãos internos dos/as prevaricadores/as)