- Porque é que eu estou aqui? - perguntou Adão, num sentido existencial.
- Porque é que não estás com a Eva? - interrogou-o Deus, num sentido literal.
Adão coçou estupidamente a cabeça.
- Não sei. - respondeu.
Deus descaiu os ombros, com desânimo, e disse:
- Adão és um idiota.

As flores são o sangue da terra?

foto de sergiemag

Oferecemos aos nossos mortos coisas que matámos. Porquê?
Celebramo-los com beleza arrancada da terra e velas que não duram.
Cada campa devia ter uma árvore plantada e uma chama que jamais se apaga.
Todos os demais tributos são apenas pequenos frutos que saciam somente os pardais.

Roubamos flores à vida, como se elas nos devessem essa contrapartida.
Uma flor não nos deve nada. Mesmo aquelas que plantamos têm a dívida saldada.
A simplicidade da vida não deve nada a ninguém.
Mas nós inventamos e complicamos. Sem isso, olhamos para as nossas expectativas e sentimo-nos sempre aquém.

E se oferecêssemos aos nossos mortos a nossa vida?
Não lhes devemos essa riqueza perdida?
Eu digo que devemos. E sabemos. Mas não o fazemos.
A única maneira verdadeira de oferecermos as nossas vidas aos mortos é vivê-las por eles. Quando nos desperdiçamos enchemos de cobiça aqueles que se vão.
E, como se os quiséssemos arreliar, vamos enfeitar de vida efémera os lugares onde eles jazem no chão.

Não é com essa intenção que o fazemos. O que é triste é que, se há outra maneira, nós não a escolhemos.

17 comentários:

Only Words disse...

Adorei a tua reflexão. É verdadeira, real e isso custa, porque é o que acontece. A maior homenagem que se pode fazer aos que partiram é viver, é dar vida à vida, o que raramente acontece! Parabéns :)

Sofie disse...

bonito

Fada disse...

E não achas interessante que além de todos os erros de dávidas e oferendas, o façamos no dia errado?

E não é triste que uma tradição que garantia doces e pão aos mais desfavorecidos se esteja a perder?

(E se eu te tivesse batido à porta esta manhã e te pedisse os "bolinhos santinhos", o que terias para me dar?)

FAQ(er) disse...

Only Words, eu sou um espelho do caraças! É cada reflexão que me sai do vidro...! :)

~

Sofie... é.

~

Fada, qualquer alma desafortunada que me bata à porta, ao domingo de manhã, está tramada.

Fada disse...

E se tivesse sido ao meio-dia? Ou à tarde? Ou "late at night"?

E se não for desafortunada?

FAQ(er) disse...

Deixa ver se eu consigo resumir isto em poucas palavras: o domingo é um dia asqueroso!

Feliz de ti. :)

Fada disse...

Não será antes a segunda-feira?

Sou, sim! :D

FAQ(er) disse...

Segunda-feira também é um dia razoavelmente odioso.

Lança foguetes.

Fada disse...

:p

Lanças comigo?

FAQ(er) disse...

Em questões de lançar foguetes, eu sou mais de ficar a ver. (preciso das mãos para tapar os ouvidos)

Fada disse...

E se eu te arranjar uns protectores auriculares, lanças?

FAQ(er) disse...

E depois quem é que apanha as canas?

Fada disse...

É preciso alguém apanhá-las?

FAQ(er) disse...

Alguém gosta de ver as ruas cheias de lixo?

Fada disse...

Provavelmente, aqueles que o deitam para o chão...
Mas terias de ser tu a apanhar as canas? Teriam mesmo de ser apanhadas?
Não serão elas biodegradáveis?

FAQ(er) disse...

"Blá, blá, blá" é verdadeiramente uma expressão?

Fada disse...

O que tem isso a ver para a conversa?

No entanto, creio ser uma expressão, pois muita gente a usa. Tu não?

Achavam mesmo que eu tinha respostas?

Estão à espera que responda?

FAQed

A minha foto
cada um sabe de si (si, de mim, não de você... você sabe de si, ou seja, cada um sabe de você... vendo bem, todos sabem de si)
Achas que o mundo é uma equação estranha sem fórmula de resolução? Já pensaste enfiar os queixos na droga mas, ah e tal, isso custa os olhos da cara? Já ponderaste (seriamente) vender os olhos da cara para enfiar os queixos na droga? Parece-te que és vítima de mau-olhado frequente e/ou persistente? Já correste tudo quanto é bruxo charlatão e uma catrefada de senhoras que acham que a palma da mão é um bilhete de identidade metafísico? Resumindo... não regulas bem da cabeça?Pois não desesperes! A cura (vá, terapia... não queremos ser demasiado optimistas) para toda essa angústia EXISTE! A comunidade científica mais céptica dirá que é um placebo mas, afinal, o que raio sabem esses! Por fim... tcharan! O caminho para a CURA (terapia, vá): thefaqer[at]gmail[dot]com

Apelo à cidadania.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Nada de roubalheiras literárias, pode ser? (se não puder ser, que as mentes larápias se transformem numa lesma em decomposição... uma ratazana cadavérica também serve... conhecem o termo "esforriqueira"?... bem, isso adequa-se ao estado de matéria em que devem ficar os órgãos internos dos/as prevaricadores/as)